Blog

Cirurgias pós COVID-19

26/03/2023

Fomos assolados por essa pandemia. A grande maioria de nós não tinha vivido nada parecido que nos obrigasse a ficar em casa, isolar do convívio e utilizar equipamento de proteção como máscaras agora quase universalmente adotadas como vestuário comum.

As perdas são grandes e os agravos a saúde com sequelas também, porém não podemos esquecer que a vida precisa continuar, pois isso nos fará mais resilientes e experientes para o futuro.

As atividades profissionais podem continuar se tomarmos as precauções e cuidados relacionados pelas autoridades sanitárias.

Neste momento não nos questionamos sobre as urgências e emergências cirúrgicas. Entretanto e quanto as cirurgias ditas eletivas?

Lembre-se, as decisões de suspensões de cirurgias eletivas são baseadas na tentativa de não sobrecarregar os estabelecimentos de saúde e
não apenas no risco de infecção por COVID-19, apesar de convicção intuitiva de sua ocorrência.

Para realização de cirurgias eletivas em pacientes que tiveram COVID-19 é quase consenso geral seguir as recomendações da Sociedade Americana de Anestesia que prevê tempo de recuperação no pré-operatório. Assim sendo:

  • Pacientes assintomáticos ou que tiveram sintomas leves, não respiratório deverão aguardar 4 semanas,
  • Pacientes sintomáticos (tosse, dispneia – falta de ar) sem internação deverão aguardar 6 semanas,
  • Pacientes sintomáticos, diabéticos, imunocomprometidos ou hospitalizados aguardaram 8 a 10 semanas,
  • Pacientes admitidos em UTI aguardaram 12 semanas.

Lembre-se ainda que os sintomas poderão permanecer até por 60 dias após infecção e as recomendações são básicas, mas deverão ser individualizadas de acordo com o paciente.

Aproveite e compartilhe
Últimas Postagens